CULTURA INTERNA, O CAMINHO PARA O PRÓXIMO NÍVEL!

Empregados envolvidos são raros, apenas 13% DOS FUNCIONÁRIOS EM TODO O MUNDO ESTÃO ENGAJADOS NO TRABALHO, de acordo com recente relatório do Gallup.

 

ENGAJAMENTO x RESULTADOS

Este estudo também demonstra, que o engajamento afeta diretamente diversos resultados de desempenho nas empresas, tais como:

  • Avaliações de clientes
  • Rentabilidade
  • Produtividade
  • Rotatividade (turnover)
  • Incidentes de segurança
  • Encolhimento (roubo)
  • Absentismo
  • Qualidade (defeitos)
  • Entre outros

Isto soma por ano mais de US $ 7 TRILHÕES EM PERDA DE PRODUTIVIDADE no mundo, ou seja, as empresas não estão se saindo tão bem, quanto poderiam.

Uma pessoa desengajada é uma pessoa descompromissada, que não se conecta com as metas nem das equipes que fazem parte e nem da empresa, causado queda de produtividade e afetando negativamente as outras pessoas.

 

É preciso focar mais nas pessoas e não somente nas tecnologias e finanças!

 

CAPACIDADE EMOCIONAL

Estamos vivendo o alvorecer de uma era aonde a INTELIGÊNCIA EMOCIONAL vai se tornar a coisa mais importante para o sucesso das empresas.

As habilidades, cada vez mais, serão comoditizadas através do crescimento da tecnologia, mas nossa CAPACIDADE EMOCIONAL de interagir com as outras pessoas é que fará a diferença.

Pessoas que não possuem habilidades emocionais CONTAMINARÃO OS AMBIENTES DE TRABALHO e farão com as empresas sejam lentas e ineficientes.

Em um mundo onde as mudanças são rápidas e frequentes como nunca se se viu, ser lento e ineficiente é quase uma sentença de morte.

Os comportamentos gerados pela falta de capacidade de interação são como um CÂNCER que se espalha afetando negativamente o clima e a cultura interna das empresas, e consequentemente seus resultados.

Para gerar uma cultura interna positiva o foco deve estar no coração da empresa, ou seja, nas pessoas.

 

AÇÃO DOS GESTORES

O RH é peça principal para AUXILIAR OS GESTORES DE FORMA ESTRATÉGICA a entender a voz de suas equipes, o que elas desejam, o que as motivam e o que é importante para elas.

Saber tudo isso é a obrigação do gestor!

Nada pode ser mais importante do que cuidar dos SENTIMENTOS INTERNOS DAS PESSOAS, ou seja, da CULTURA INTERNA da empresa.

É importante entender que uma empresa NÃO DESENVOLVE SUA CULTURA INTERNA, oferecendo lanchinhos, jogos e assentos confortáveis para os funcionários nas horas de laser.

Ela desenvolve a sua cultura interna incentivando e capacitando seus gestores a conversar com todas as pessoas e entender o que importa para elas, onde elas estão e para onde querem ir, para assim auxilia-las a suprirem suas necessidades e atingirem seus objetivos e sonhos.

Isso irá gerar pertencimento, engajamento e mudar a cultura da empresa!

 

CONCLUSÃO

Oferecer treinamentos para aumentar competências e palestras “motivacionais” sem se preocupar em ir mais fundo para criar uma real mudança de suas crenças e modelo de pensamento (MINDSET) nas pessoas, já se mostrou como uma estratégia ineficiente e com resultados pouco duradouros.

Os resultados das empresas são atingidos através dos resultados das pessoas!

É preciso entender que estamos vivendo um era na qual o ecossistema composto pelas empresas, chamado de mercado, precisa prestar mais atenção no ELEMENTO HUMANO que é o fator que irá levar os negócios para o PRÓXIMO NÍVEL.

A coisa mais importante para acelerar os resultados de uma empresa é a sua CULTURA INTERNA.

Gary Vaynerchuk

Nota:

Sugiro aqui, assistir um trecho da palestra de Gary Vaynerchuk um empresário e escritor de sucesso, presidente da VaynerMedia e 4 vezes autor de best-sellers do NYT, que trata deste tema: Clique aqui!

 

Carlos Andrade                                             Roberta Araujo

Consultor Executivo e Master Coach Sênior      Psicóloga Organizacional e Master Coach